Menu

Pr. Jeremias

50 ANOS, JUBILEU DE OURO – DEUS DERRAMOU GRAÇA SOBRE GRAÇA

Olhe para trás com gratidão.

Podemos olhar para o ano de 2019 e dizer com a alma em festa: “grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres”.

O que sonhamos em 2018 sobre as comemorações do Jubileu, Deus nos acrescentou muito mais. A Oitava “morou em uma tenda” por quatro meses (de janeiro a abril). A alegria, a consagração, a presença e o fervor espiritual eram, foram e continuam contagiantes no meio da amada igreja.  A reforma do templo e adaptação de nosso prédio e o ganho de novos espaços que envolveu a visão do Conselho, a ação da Comissão de Administração e ação dos presbíteros, horas de voluntariado, reflexão, trabalho, oração e investimento de tempo e de dinheiro foram e serão inesquecíveis.

Palavra Bíblica. Em tudo procuramos enfatizar que a Bíblia é a Palavra de Deus. Ela é superior aos tradicionalismos, aos modismos ou à própria tradição da igreja. Ela é a única regra de fé e prática. Enfatizamos as doutrinas da Graça. Afirmamos a depravação total da raça humana, a eleição dos salvos antes da fundação do mundo, a expiação limitada, a graça irresistível e a perseverança dos santos. Procuramos com zelo ensinar as Escrituras a todas as idades com o melhor método que possamos comunicar estas verdades eternas e buscamos ter um púlpito bíblico e fervoroso no Espírito Santo.

Oração. “A Igreja avança de joelhos”. Ao longo do ano, o que contemplamos alegremente foi uma igreja – desde as crianças até a vital-idade – que procurou estar aos pés do Senhor, buscando, batendo e encontrando no Senhor grandes e benditas respostas de oração. Intercessores que se revezaram desde as madrugadas e por noites inteiras em oração fervorosa, o que redundou em benefícios incontáveis para toda a igreja e para milhões de vidas ao redor do mundo.

Crescimento de nossas “Oitavas”. Nossas congregações avançaram neste ano do Jubileu.  O crescimento numeroso nos impulsionou a boas mudanças em  Betim, Nova Lima e Matozinhos. Em Betim, alugamos mais um lote para funcionar como estacionamento, reformamos salas, ampliamos ministérios, crescemos os GCOIs e a igreja segue alegre no Senhor. Em Nova Lima, saímos do hotel, alugamos salas no Serena Mall e fizemos uma reforma exponencial nas mesmas para adaptá-las a uma igreja que cresce animadamente. Em Matozinhos, tivemos que derrubar uma construção, uma velha casa, e ampliar um espaço para 80 pessoas para um templo que pode comportar até 250, sem falar nas salas de apoio. Tudo isso por causa da bondade e da bênção de Deus. Além disso, começamos uma nova Oitava na cidade de Santa Luzia.

Provisão. Experimentamos, neste ano do Jubileu, bênçãos com medida e bênçãos sem medida. Temos visto o suprimento do Senhor alcançar os membros da igreja e também a própria Oitava como organização. Investimos em missões urbanas, nacionais e transculturais, plantação de igrejas, obras sociais, formação de pastores e missionários, cuidado com órfãos e viúvas, apoio a casas que trabalham com recuperação de moradores de rua, recuperação de dependentes químicos, somos parceiros de várias organizações chamadas “paraeclesiásticas”, ajudamos na construção de templos de outras igrejas presbiterianas e igrejas não presbiterianas. Mantemos o cuidado no fortalecimento dos de dentro (edificação) e somos uma igreja voltada para fora das quatro paredes (evangelização).

Evangelização. Durante este ano, o fervor evangelístico da igreja foi contagiante. Centenas e centenas de vida vieram a Cristo. Diariamente os membros testemunharam do Senhor Jesus. De modo incansável o púlpito da igreja afirmava: “você é um evangelista, meu irmão e minha irmã”; também desafiava: “nesta semana você falou de Cristo para alguém?”. E assim também nos GCOIs (Grupos de Crescimento da Oitava; nos acampamentos e retiros de jovens, adolescentes, casais, crianças; nos Retiros com Deus; nos impactos realizados no Carnaval nas ruas de Belo horizonte e em Ouro Preto; no Dia das Mães, evangelização pessoal no bairro, reuniões de oração na rua (realizadas pela Oitava Jovem quando ainda estávamos na tenda); evangelização nos presídios, evangelização de prostitutas, evangelização em 12 cemitérios no chamado Dia de Finados; evangelização nos cultos, nas reuniões de oração, nas tardes de terça-feira com o Ministério de Mulheres… Louvado seja Deus que a igreja tenha respirado uma atmosfera de evangelização!

Atos de Bondade.  No ano do Jubileu, a Oitava resolveu dar presentes para a comunidade local e também investir para trazer alegria aos de fora. Fizemos uma reforma na escola pública do bairro – Escola Estadual Isabel da Silva Polck. Esta ação foi coordenada pela Oitava em parceria com outras organizações, como a  Associação de Bairro “Viver Palmares”; a ONG “O Grão”; a participação de voluntários nas casas de recuperação – “Vida Nova” e “Casa Jericó”. 

Este ato de bondade marcou o nosso Bairro Palmares, os alunos da escola, funcionários, professores e direção da mesma, a ponto de prestarem uma homenagem à igreja. Também fizemos uma reforma belíssima na Casa Jericó – pintando a casa, reformando quartos, sistema elétrico, quadras etc. Além disso, estamos em plena campanha de Natal com a Operação Caixa de Sapato, que é uma caixa preparada com roupa, material escolar, uma Bíblia, livro de histórias e algum mimo, como um brinquedo ou guloseima, para enviar para crianças que normalmente não ganham presentes no fim do ano, e também apoiar o ministério de um pastor ou evangelista numa reunião mais carente de nossa Pátria.

Além do mais, durante todo o ano, por meio de nossa ação social (AWISO), trabalhamos na recuperação de menores infratores (Regresso); por meio do projeto “Ampliar”, o consultório dentário atende pessoas de baixa renda e em situação de vulnerabilidade, crianças carentes e orfanatos; funcionamos com o “mercado solidário”, oferecendo alimento a pessoas de baixa renda; com o projeto “Acolher “, proporcionamos atendimento psicológico a pessoas que não têm condições com os custos.

Por meio do “Crescer”, atuamos junto às crianças com escola de jiu-jitsu e escola de música; doação de kits para recém-nascidos a famílias mais pobres; arrecadamos e doamos fraldas para asilos; atendemos pelo GAP (Grupo de Apoio a Famílias com Dependentes Químicos); impulsionamos os cursos de artesanato, os quais ampliaram as oportunidades no mercado de trabalho para muitas pessoas; O “Costurando Sonhos” confeccionou, com retalhos de tecidos, roupas para asilos e creches;  “Arte e Amor” – artesanato nos hospitais; por meio de voluntários e voluntárias do projeto “Semear e Resgate”, estivemos na rua levando alimento e esperança a moradores de rua; e também proporcionou cursos de capacitação com vistas ao primeiro emprego e melhora da renda familiar. Por meio do GCRIE, trouxemos esperança, preparamos e motivamos empreendedores, empresários e ajudamos a recolocar pessoas no mercado de trabalho.

Há, sem dúvida, aquelas bênçãos que nunca poderemos medir. Bênçãos do crescimento espiritual, do perdão, da paz no coração, da cura divina, da reconciliação no lar, dos livramentos angelicais, das conexões que impulsionam nossas vidas, dos testemunhos missionários, das lágrimas de quebrantamento, do coração sendo curado da luxúria, da infidelidade, do desamor, da preguiça e do ódio, da presença de pregadores que nos abençoaram de maneira tão profunda.

Podemos, com gratidão e bom ânimo, louvar ao Senhor Jesus Cristo, que é Aquele que sustenta a igreja e de quem todas as bênçãos fluem.

Voluntariado. Sem o ministério de nossos membros (homens e mulheres), na maioria das vezes anônimos, que serviram e servem com alegria e de modo sacrificial, nada teria acontecido de bom em nossa amada Oitava. Milhares se dedicaram e se dedicam para que a igreja seja fortalecida na fé, no amor, na esperança, na Palavra, na comunhão, no acolhimento, na ação social, na ação missionária e na evangelização do mundo. Mesmo com milhares engajados e comprometidos… HÁ VAGAS! Quem deseja servir encontra sempre uma oportunidade em nossa igreja.

O olhar para trás deste ano do Jubileu nos move a olhar para frente com fé e esperança. Há muito mais de Deus para nós. Aleluia.

Pr. Jeremias Pereira – Pastor Titular